Como se encontrar na escrita – Ana Holanda

3408583B-3E8E-4919-822A-30A11ADC35DF

Meu primeiro contato com os textos da Ana Holanda foi por meio da revista Vida Simples. Em maio de 2018 comprei minha primeira revista, desde então me tornei fã,  tendo adquirido quase todos os exemplares até agora.

Ana, que era editora chefe da revista, trazia seu texto no Carta ao leitor, me encantei com sua forma de escrita, ela iniciava seu texto contando uma história sua que tinha a ver com o tema de capa e assim já nos envolvia para querer lê-lo.

E foi através de Vida Simples que vi, como dicas de leitura, seu livro “Como se encontrar na escrita – o caminho para despertar a escrita afetuosa em você”, procurei saber logo sobre ele e o adquiri. Quando o livro chegou quis ler rapidamente, pois acreditava que ele traria fórmulas mágicas que fariam eu escrever mais e mudar minha escrita da noite para o dia, doce ilusão!

Leia mais

MEMÓRIAS INVENTADAS – Manoel de Barros

IMG_2882Meu primeiro contato com Manoel de Barros foi estudando para o vestibular. Dos dez livros de leitura obrigatória na matéria de Literatura estava ele, não entendia nada que lia, tentava decorar em vão, mas quem dera na época tivesse o conhecimento que tenho hoje. Agora sei que poesia não é para entender, interpretar, “o que o autor quis dizer quando falou isso…?” é uma pergunta que não tem resposta, pois ele não quis dizer nada, ele só sentiu e escreveu.

Leia mais

OS QUATRO COMPROMISSOS – Don Miguel Ruiz

Os quatro compromissos de Don Miguel Ruiz li no ano passado. Na época fiz um pequeno resumo e escrevi em postits que estão pregados na parede do escritório, sempre dou uma olhada para relembrá-los, dessa vez senti que deveria revisar o livro e aqui estou escrevendo sobre ele.

Leia mais

FELICIDADE Modo de usar – Cortella & Karnal & Pondé

cortellaLi esse livro em uma sentada, não só por ser um tanto fino e de fácil leitura, mas pela tamanha reflexão que me trouxe e minha ânsia de querer “devorá-lo” rapidamente.

O livro é um bate papo entre três pensadores: Mario Sergio Cortella, Leandro Karnal e Luiz Felipe Pondé sobre felicidade. Um papo “cabeça” onde cada um a seu modo e citando alguns filósofos dizem o que consideram felicidade.

Leia mais

A coragem de ser imperfeito – Brené Brown

Aceitar que não tenho controle de tudo, não posso mudar o passado, não tenho todas as respostas, não sou uma mãe perfeita, não estou sempre bem,  não sou positiva o tempo todo,  não dou conta de tudo, tenho medos, falhas, fraquezas, não é algo fácil.

Leia mais